Um leitor da Linha Defensiva levanta uma questão interessante: “jogos online como Ragnarok, Tibia, Mu e WYD trazem vírus ao computador? Se sim, qual seria a probabilidade de isto ocorrer?”. O internauta justifica a pergunta com um comentário: “Mesmo tendo estes tipos de jogos no computador há vários anos e nunca ter tido problema com vírus causado pelos mesmos, as pessoas continuam afirmando [que games trazem pragas digitais]”.

É muito comum o argumento de que jogos são perigosos para o computador, embora seja raramente justificado. A verdade é que os jogos em si oferecem pouco risco, mas certos comportamentos dos jogadores podem facilmente acabar resultando em roubo de informações ou em infecções.

Os riscos gerados pelos jogos

Os jogos são apenas programas de computador como quaisquer outros. Sua transmissão, portanto, deve ser feita a partir de fonte segura, pois os arquivos podem ser alterados e infectados caso indivíduos maliciosos sejam confiados para isto. Sempre que possível, é interessante obter os jogos a partir de servidores oficiais ou CDs originais.

Cópias piratas feitas de forma insegura podem ser infectadas durante o processo por um vírus que esteja em execução no sistema do usuário enquanto este realizar o procedimento, mesmo que não exista nenhuma intenção maliciosa. Felizmente, este tipo de vírus quase não existe mais atualmente. Pirataria é ilegal, mas, de modo geral, cópias piratas feitas corretamente não carregam nenhum risco à segurança do sistema, pois tratam-se exatamente do mesmo programa contido no CD original.

Nos jogos que possuem conexões de rede, isto é, um modo multiplayer pela internet, falhas de segurança no código de comunicação podem ser um risco. Plugins, modificações e hacks para os jogos podem igualmente conter problemas deste gênero. O desenvolvedor do jogo ou do hack/mod é o responsável por lançar uma atualização que elimine o problema e é dever do jogador ficar atento para atualizações.

Os riscos gerados pelos jogadores

Um dos comportamentos arriscados é a obtenção de cracks e No-CDs — programas que permitem a execução de um jogo sem que uma licença válida seja adquirida (cracks) ou sem o CD original (No-CDs). Não só os próprios cracks são freqüentemente acompanhados por outros softwares indesejáveis, mas os sites que servem este tipo de conteúdo podem não ser seguros. Este é o principal risco da pirataria, e não a possibilidade de alterações no jogo propriamente dito.

Programas que auxiliam cheats (trapaças) são comumente usados como iscas para cavalos de tróia e pragas digitais. Embora estes softwares possam ser obtidos de forma segura, a busca por eles pode facilmente levar o gamer a um download malicioso. Um determinado cheat pode não existir realmente, mas nada impede que um vírus prometa a possibilidade da trapaça.

Alguns destes programas maliciosos cuja isca é direcionada a jogadores podem ter como objetivo o roubo da senha usada pelo gamer, que então será usada para transferir os itens e riquezas para outro perfil, o do criminoso, para que este possa vendê-los por dinheiro real. Em outras situações, o criminoso seqüestra a conta com o objetivo de praticar extorsão.

De modo geral, o conselho é não usar programas ilegais e não procurar por trapaças. Jogos não são perigosos, mas estes dois comportamentos comuns dos jogadores — a busca por cracks e trapaças — são. Criminosos sempre vão tentar utilizar assuntos e programas procurados (como por exemplo, trapaças, cracks, contas premium gratuitas, etc) para enganar usuários e torná-los vítimas de seus golpes. É importante ficar atento e tomar cuidado com ofertas fáceis ou boas demais.

Anúncios

Escrito por Altieres Rohr

Jornalista e tradutor. Editor dos sites Linha Defensiva e Garagem 42 e colunista de Segurança Digital no portal G1 da Rede Globo.

14 comentários

  1. Gostei muito da sua matéria Altieres parabéns.
    Friso mais um ponto:
    1- Usar sempre um Virtual PC para testar cracks, hacks ou mod.

    Curtir

    Responder

  2. Dalmo Henrique 26/11/2007 às 11:24

    Isso aconteceu no micro do meu filho… Fiz uma varredura usando o Comodo AntiVirus e o mesmo detectou 4 trojans no Jogo MU… se bem que ele faz tudo o que vc não recomenda, como instalar esses extras e adaptações de fontes não oficiais…

    Curtir

    Responder

  3. Guilherme Henrique 28/11/2007 às 11:59

    Eu como criança (12 anos) já sei muito bem os riscos dessas pragas,
    eu já baixei várias simplesmente por motivos como
    ser beneficiado….
    mas agora eu já sei os perigos, eu não baixo mais, mas aconselho a quem for baixar que passe o arquivo no Virus Total antes de executa-lo, ou então pessa o scan no virus total para o desenvolvedor.

    Muito boa a matéria!!

    Curtir

    Responder

  4. Cara muito bom o artigo e a dica do emulador tbm, hehe ha muito tempo ja uso “virtualpc”, mas essa dica de “testar” la primeiro, muito boa! ^^

    Curtir

    Responder

  5. Laryssa Rocha 30/12/2007 às 19:43

    Hm, pq será que eu conheço essa história, não?!
    hehe

    enfim

    Mas, é que, na maioria das vezes, os usuários usam os famosos Privates, ou serves piratas para jogarem os jogos originais sem precisarem pagar, às vezes acabam por pegar vírus pela rede do jogo online (eu falei tudo isso certo? oO)

    Meu caso, por exemplo. Há um tempo atrás eu peguei um trojan no meu computador que simplesmente pegou todos as minhas senhas e as roubou…
    (apesar de eu ter certeza absoluta que eu não peguei pelo Ragnorok…)
    Enfim.
    Para quem não pode pagar os jogos originais, mas jogam pelos privates, é um risco a mais…
    Mas, não é correto pagar para jogar um simples jogo…
    não?!

    Curtir

    Responder

  6. Laryssa Rocha

    Os privates são efetivamente o mesmo que so cracks.

    Se é correto pagar ou não, depende do seu ponto de vista. Você trabalharia meses de graça para fazer um jogo complexo sem esperar receber nada?

    Curtir

    Responder

  7. Ótima matéria, parabéns.

    Curtir

    Responder

  8. Laryssa Rocha 13/01/2008 às 13:58

    Não que eu ache certo. Mas é que muitas das vezes as pessoas não tem uma condição financeira boa, entende!?

    Curtir

    Responder

  9. Se não tem condição financeira, apenas não jogue o jogo que tem que ser pago. Simples assim.
    Existem centenas de jogos gratuitos, que não existe um sistema de usuários pagantes, apenas sistemas de comprar certas coisas diferentes. (Como os jogos da gpotato).

    Curtir

    Responder

  10. Alguns jogos possuem anti-hacks, como o Gameguard do Ragnarok, que funcionam de maneira intrusiva no seu sistema como rootkits. É com isso que devemos nos preocupar pois isso afeta pessoas de bem que querem apenas jogar pra se divertir.

    Curtir

    Responder

  11. Ótima matéria

    Curtir

    Responder

  12. parabenss quem publicor isso

    Curtir

    Responder

  13. se o habbo hotel é um jogo seguro e nao traz virus,por que meu pc ficava lento no jogo?o pc ja nao era lento.

    Curtir

    Responder

  14. jogos como friv causam virus

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.