Vírus causou dor de cabeça para milhões de usuários em 2008 e 2009. (Foto: Channah / SXC)

Segundo o relatório de ameaças contra a segurança de 2012 lançado recentemente pela empresa de segurança Sophos, o worm Conficker, conhecido por ter infectado milhões de usuários em 2008, ainda prejudica usuários Windows.

Os dados da fabricante de antivírus apontam que o Conficker foi responsável por cerca de 15% das tentativas de infecção registradas aos clientes da Sophos nos últimos três meses. O número torna o Conficker o vírus mais ativo no cenário internacional.

A continuidade da praga é resultado de sua agressiva propagação e da falta de adoção de novas medidas básicas de segurança por partes dos usuários, além do descaso com mídias de armazenamento removível, como pen drives, que servem de transporte para a infecção.

Computadores com Windows desatualizado são as principais vítimas do Conficker, que explora uma vulnerabilidade através da internet – basta estar conectado e vulnerável para ser infectado. Um PC infectado passa a ser uma “plataforma” de distribuição, prejudicando assim outros internautas.

O malware teve sua primeira aparição em outubro de 2008, e a partir de 2009 sua grande propagação se iniciou infectando mais de 10 milhões de usuários. A rede zumbi formada pelos computadores contaminados foi aparentemente abandonada pelos criminosos depois de uma extensa cobertura da mídia e investigações realizadas pelo Conficker Working Group.

Usuários devem sempre manter ativadas as Atualizações Automáticas do Windows, configuráveis por meio do Painel de Controle.  O Windows atualizado – independentemente da versão ser XP ou 7 – não executa automaticamente aplicativos em pen drives, nem fica vulnerável aos ataques pela rede.

A atualização que corrige a falha usada pelo Conficker também pode ser baixada manualmente no site da Microsoft, no boletim MS08-067.

Escrito por engineerbr

4 comentários

  1. Curti a foto de banco de imagem, hein.

    Curtir

    Responder

    1. É coisa fina, né não?

      Curtir

      Responder

  2. XGENERALBADX 05/03/2012 às 17:16

    Indiferente do virus o problema do elo mais fraco na área de segurança é o proprio usuário…infelizmente não há controle… destas pragas.

    Curtir

    Responder

  3. Há sim, retire o computador deles. Sem a “peça” principal não interessa se será preciso atualizar o SO, instalar um antivírus ou um firewall, sabe? Essas coisas “insignificantes”.

    Curtir

    Responder

Deixe uma resposta para XGENERALBADX Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.