Megabox

Megabox

Kim Dotcom irritou os estúdios de Hollywood e as gravadoras com o Megaupload, até que o serviço foi finalmente retirado do ar em janeiro de 2012. Segundo ele, as gravadoras também temiam seu novo projeto, na época já em andamento, o Megabox. O Megabox promete dar o controle total aos artistas e às bandas, removendo o intermediário (as gravadoras) e pagando artistas até mesmo por downloads gratuitos. Com a infraestrutura do Megaupload confiscada, o Megabox ficou na gaveta, mas ainda deverá ser lançado “dentro de alguns meses”.

Sabemos agora o que está por trás dessa ideia “revolucionária” de Kim Dotcom: um spyware.

Segundo o site TorrentFreak, a ideia do Megabox é fazer com que internautas instalem um software chamado Megakey. O que o Megakey vai fazer é substituir anúncios de sites na internet, colocando as propagandas do Megakey no lugar. Na prática, o Megakey terá de monitorar o acesso à web e detectar anúncios, para então substituí-los.

Esse é o mesmo “modelo revolucionário” já testado e comprovado por diversos spywares. Dotcom poderia aproveitar sua genialidade e colocar uns anúncios na Wikipedia, também.

Dotcom está comprando briga com a internet inteira, porque estará, efetivamente, roubando o tráfego de outros sites para financiar os artistas. É um modelo parasita, muito diferente, por exemplo, do que a Tramavirtual tem feito aqui no Brasil com a mesma finalidade de pagar os artistas pelos downloads gratuitos.

Não é possível nem mesmo chamar o Megakey de “adware”, já que os anúncios exibidos não se restringem ao software. O Megakey irá mudar as páginas de internet com o objetivo de financiar downloads “gratuitos” de música, em detrimento dos próprios sites visitados.

Duvido muito que o New York Times, por exemplo, vai querer anúncios do Megabox em suas páginas, principalmente porque a marca do jornal pode ser associada a produtos ou serviços sobre os quais o site não tem controle algum. O pior é que os sites nem terão escolha sobre isso.

Se acontecer a mesma coisa que aconteceu com os criadores de spyware lá por 2005, o resultado será um boicote de qualquer anunciante de relevância e, muito provavelmente, processos judiciais de sites que sentirem prejudicados com a transferência de impressões de anúncios para o Megakey.

Anúncios

Escrito por Altieres Rohr

Jornalista e tradutor. Editor dos sites Linha Defensiva e Garagem 42 e colunista de Segurança Digital no portal G1 da Rede Globo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s