O programador indiano Debasis Mohanty fez com que o sistema de antipirataria da Microsoft, o Windows Genuine Advantage (WGA), marcasse cópias piratas como originais. Por meio de uma ferramenta da própria Microsoft, chamada “genuinecheck.exe”, Mohanty quebrou a segurança do WGA e conseguiu legitimar cópias ilegais Windows.

A ação não foi mera demonstração de conhecimentos de informática. Mohany, num gesto de ética e de responsabilidade profissional, enviou e-mail à Microsoft avisando sobre a falha e contando detalhadamente como conseguiu explorá-la.

A Microsoft confirmou a vulnerabilidade no WGA, mas procurou subestimar a façanha de Mohanty. “Isso não representa uma grande ameaça porque a validação obtida através do “genuinecheck.exe” expira rapidamente”, disse um porta-voz da empresa.

O WGA detecta se uma versão Windows é ou não original. Se não for, impede que sejam feitos downloads de atualizações do sistema operacional, no caso o Service Pack 1 e 2.

Escrito por Dohko