O FTC, órgão independente do governo norte-americano que busca proteger os consumidores e punir práticas anticompetitivas, multou a desenvolvedora de adwares Zango em 3 milhões de dólares. A Zango, que se chamava 180Solutions, distribui os adwares Seekmo, ZangoCash e recentemente adquiriu a Hotbar. A Zango e o FTC entraram em acordo na última sexta-feira (3/11).

A Zango paga comissões a seus parceiros por cada instalação de seus softwares. Com um claro incentivo financeiro, muitos deles usam métodos ilegais ou enganadores para que os usuários instalem o software da Zango sem saber. Até mesmo alguns vírus e falhas de segurança são utilizados.

O FTC e a Zango entraram em um acordo onde a empresa se comprometeu em pagar os 3 milhões, policiar de forma mais agressiva seus afiliados e certificar que sua base de usuários está ciente de que possui o software instalado. Os termos completos de acordo estão disponíveis no site do FTC [PDF, em inglês].

Ontem (6/11), apenas um dia útil após o acordo com o FTC, a empresa de segurança Websense encontrou em perfis do site MySpace uma imagem que se parece com um vídeo do YouTube. Ao clicar o usuário é redirecionado ao site falso Yootube. Ao chegar no Yootube o usuário descobre que só poderá ver o vídeo (em formato WMV) se instalar o adware ZangoCash. A Websense ainda afirma que as informações de registro do site Yootube são falsas, não sendo possível identificar o culpado.

Anúncios

Escrito por Altieres Rohr

Jornalista e tradutor. Editor dos sites Linha Defensiva e Garagem 42 e colunista de Segurança Digital no portal G1 da Rede Globo.