Em uma reportagem da CNN desta quinta-feira (21/06), o Pentágono confirmou que um invasor conseguiu acessar e-mails de até 1500 dos 3000 funcionários do Secretário de Defesa norte-americano Robert Gates. O sistema de e-mails comprometido, que não possuía informações confidenciais, foi retirado do ar pelo Pentágono quarta-feira e permanecerá assim até que o problema seja solucionado.

Segunda a agência Associated Press, o secretário disse que o Pentágono é alvo de centenas de ataques todos os dias. Quando questionado sobre a segurança de sua própria conta de correio eletrônico, Gates revelou que não usa e-mail.

De acordo com uma entrevista concedida pelo Coronel Gary Keck, porta-voz do Pentágono, à agência AFP, o sistema comprometido só armazenava o que ele considera “e-mail de rotina” e nenhuma informação sobre operações militares vazou.

Keck não revelou informações sobre a origem do ataque, mas explicou que a rede do departamento é “agressivamente monitorada” para que invasões sejam detectadas. Ele também diz que existem procedimentos apropriados para lidar com eventos como este e que os sistemas são redundantes para evitar que a indisponibilidade de qualquer serviço afete as operações do Pentágono.

Atualizado em 24/06 – 7h30: correção nos créditos da entrevista de Gary Keck

Escrito por Altieres Rohr

Editor da Linha Defensiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.