Após uma breve queda, causada pela derrubada do provedor McColo em novembro, o nível de spam entre mensagem de e-mail voltou aos seus níveis “normais”. O relatório MessageLabs Intelligence, da empresa de segurança Symantec, aponta uma alta desde o começo do ano, com uma porcentagem de spam em maio de 90,4%.

A mudança de tática e a maior sofisticação dos spammers explicam o aumento. A maioria dos sites que requer cadastro do usuário usa algum tipo de software CAPTCHA (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart), imagens contendo caracteres desenhados de forma que só um ser humano possa lê-las, evitando assim o cadastro feito de maneira automatizada por computradores. Porém, o CAPTCHA não é infalível, e os criminosos já encontraram maneiras de automatizar o processo.

Sem a segurança do CAPTCHA, contas para enviar spam são criadas em grande quantidade e automaticamente em serviços gratuitos de e-mail, mais notavelmente o Gmail, do Google. Isso permite que spammers compensem as perdas causadas pelo abalo na infraestrutura dos criminosos que prestam serviços de spam.

Anúncios

Escrito por lbrito1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s