Desde a sua criação, a Linha Defensiva mantém um serviço de auxílio gratuito para a remoção de vírus de computador. Ele funciona como um helpdesk, no qual os usuários enviam relatórios que mostram aos assistentes onde podem estar os problemas. Os assistentes, em seguida, dão as instruções para que o próprio usuário use as ferramentas adequadas para resolver seu problema.

Em seus quase seis anos de operação, o serviço atinge agora a marca de 22.000 casos resolvidos – casos em que o usuário ou o analista confirmou que o problema de infecção pelo vírus foi eliminado. Durante esse tempo, a equipe de analistas contou com vários colaboradores. Muitos deles chegaram ao fórum da Linha Defensiva sem grandes conhecimentos de informática, apenas com uma grande vontade de ajudar. Com isso, receberam o treinamento adequado para tornarem-se assistentes qualificados, aptos a responder com precisão e clareza as dúvidas dos internautas. E de graça.

Guilherme Leobas

O treinamento de Guilherme Leobas durou dois anos. Ele é agora o mais novo membro da equipe.

Boa parte desses casos está arquivada e por isso não consta mais na lista geral de tópicos do fórum. Muitos outros casos respondidos foram apagados porque o usuário que criou a solicitação não voltou para dar continuidade ao caso.

O colaborador mais frequente do serviço é o contador José Humberto Melo, 52. Ele já realizou mais de 100 mil posts no fórum – quase metade de todas as postagens já feitas no fórum em toda sua história. Ele diz que duas a três horas do seu dia são hoje destinadas a auxiliar os usuários. “Mas já houve época que era bem mais: quatro, cinco, até seis horas”, revela.

De acordo com Melo, muitos usuários atribuem problemas aos vírus mesmo quando não há presença de pragas digitais. “Há muitos, mas muitos casos que o usuário confunde falha de hardware e sistema como sendo infecção. Nesse caso o que faço é mostrar a ele através da análise que o problema não tem relação com vírus”, conta.

E o que motiva Melo a postar todos os dias e atingir a marca de 100 mil posts? “Sei que é uma marca, um número grande. Mas o mais importante é ver um caso resolvido. Sinto isso desde quando comecei a postar no [Fórum do] Clube do Hardware”, diz. “Passou a ser uma coisa natural. Busca pelo conhecimento, afinal sempre somos aprendizes e a satisfação natural de poder ajudar quem procura alguém que possa tentar ajudá-lo”.

A mais recente adição à equipe de assistentes é o estudante de técnico em informática Guilherme Vieira Leobas, de 18 anos. Para conseguir o cargo e poder postar livremente na área de auxílio de Remoção de Malware (RM) — como a área de auxílio é chamada no fórum –, ele precisou passar por um treinamento que durou quase dois anos. “O treinamento foi bastante interessante e desgastante. Ficava horas pesquisando sobre um assunto e, quando não descobria a resposta, perguntava a alguém da equipe ou postava a dúvida no fórum”, lembra. Qualquer internauta pode tentar uma vaga para o treinamento. Se for aceito, recebe o título de “aprendiz”.

Quando o estudante foi aceito como aprendiz, recebeu um treinamento inicial. Uma vez autorizado a postar no fórum RM, todas as postagens precisam passar pelo coordenador de análise Marco Aurélio. “No inicio eu ficava um pouco tenso para postar na RM, mas depois peguei o jeito da coisa e ficou mais fácil”, explica. Agora que está com o treinamento completo, ainda tem a responsabilidade de continuar ajudando. “Eu fico feliz em poder ajudar alguém. Faço isso voluntariamente e faço em busca de conhecimento”.

“É gratificante saber que aqueles dois anos que eu fiquei estudando valeram a pena”, revela Leobas.

Quer se tornar Aprendiz para ajudar pessoas também? Veja como »

Atual equipe de assistentes do fórum

  • Marco Aurélio — Coordenador
  • José Humberto Melo
  • Ciro Mota
  • Maria Cristina
  • Guilherme Leobas
Conheça a equipe »

Ex-assistentes da Linha Defensiva

  • Felipe Barros
  • Gustavo Bobrow
  • José Garcia
  • Leandro Montenegro
  • Lídia Cardoso
  • Renato Mejias (atualmente atuante no Fórum do Clube do Hardware)
  • Zeildo Barbosa

Equipe da Linha Defensiva que já atuou nas análises

  • Antonio F. de Souza Junior (inativo)
  • Diogo Baptista (analista de incidentes de segurança)
  • Fabio Assolini (analista de incidentes de segurança)
  • Altieres Rohr (editor e administrador)
Anúncios

Escrito por Altieres Rohr

Jornalista e tradutor. Editor dos sites Linha Defensiva e Garagem 42 e colunista de Segurança Digital no portal G1 da Rede Globo.

2 comentários

  1. Só tenho a dizer P-A-R-A-B-É-N-S a equipe :D

    Realmente mais de 22 mil computadores é uma marca, o melhor de tudo isso é saber que existem mais de 22 mil pessoas felizes livres de infecção em seus computadores graças aos nossos assistentes, e se Deus quiser, vamos chegar a os 100 mil computadores analisados :D

    Abraços.

    Curtir

    Responder

  2. Eu solicitei a ajuda do fórum por duas vezes, e nas duas fui muito bem acessorado. A competencia de toda a equipe realmente se destaca! recomendo para todos que conheço uma visita ao fórum quando estão com problemas. Ultimamente não preciso mais dos serviços, pq graças ao fórum aprendi a me proteger melhor e consequentemente evitando problemas. além de que sempre visito o LinhaDefensiva pra saber das novidades sobre segurança. E tenho notado uma diminuição no ritmo de postagens… =/
    Mas Ok, Sugestão para uma nova reportagem são os casos do WikiLeaks e os ataques dos grupos anonimos em represália… ^^

    Parabéns!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s