Anonymous em manifestação pelo Wikileaks

Anonymous em manifestação pelo Wikileaks em Zaragoza, na Espanha. (Foto: Dani/Flickr/CC-BY)

Indivíduos que se identificam como integrantes do movimento Anonymous dizem ter 1 GB de arquivos secretos da aliança militar Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). De acordo com eles, os documentos foram obtidos através de um ataque virtual realizado aos sistemas organização.

O grupo divulgou no seu Twitter algumas partes do conteúdo supostamente roubado pelos crackers.

Foram divulgados dois arquivos, sendo que o primeiro revela algumas informações secretas da organização, e o segundo diz respeito a informações não-confidenciais que revelam procedimentos de segurança da Otan.

O ataque foi uma resposta do grupo a “um relatório Otan que citava o Anonymous como um ameaça ao estado e especialmente à própria Otan. Um trecho do documento diz que nem tudo realizado sob o rótulo da transparência” é necessariamente bom para o governo e seu povo. Tradicionalmente, pessoas ligadas ao Anonymous são favoráveis à transparência.

Outro motivo para o ataque foi as prisões de 14 pessoas ligadas ao Anonymous suspeitos de envolvimento em ataques ao PayPal.

Esse novo ataque serviria de recado aos governos, mostrando que o grupo “ainda está vivo”.

O Anonymous normalmente faz ataques com motivos políticos, mas nesse ataque o motivo não ficou claro.

Anúncios

Escrito por Giovane Martins

Acadêmico de Filosofia - Licenciatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Bolsista de Iniciação Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), sendo membro do grupo de pesquisas Filosofia e Interdisciplinaridade, sob a orientação do prof. Dr. Agemir Bavaresco. Realiza pesquisas nos seguintes temas: Opinião Pública, Democracia e Representação Política. É pesquisador do Centro de Estudos em Filosofia Americana (CEFA), sob a orientação do prof. Dr. Paulo Ghiraldelli Jr., participando do grupo de pesquisa Filosofia e Subjetividade, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), trabalhando com o tema da teoria das esferas do filósofo alemão Peter Sloterdijk. Membro do GT da ANPOF "Semiótica e Pragmatismo" e membro associado da The Richard Rorty Society. Site pessoal: http://www.giovanemartins.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s